quarta-feira, 15 de abril de 2015

A PRISÃO DE JOÃO VACCARI


            A PRISÃO DE JOÃO VACCARI

        


João Vaccari, tesoureirto do PT, foi preso agora pela manhã.
Ontem comecei a ler a DENÚNCIA oferecida contra ele e mais outros réus. Quero conhecer quais os fatos que lhe imputa o Ministério Público e a consistência da acusação contra ele.

Na segunda-feira, 13/abril, comentava com um amigo que tudo levava a crer que a mesma tática usada no "mensalão" para destruir o PT estava ainda em curso, encarcerar seus dirigentes, execrá-los como ladrões em verdadeiro espetáculo de facciosidade e opção de classe.

Um fato serve de apoio para minha tese: em fevereiro, na véspera da data de aniversário da fundação do PT, 35 anos, Vaccari foi CONDUZIDO COERCITIVAMENTE pela Polícia Federal para oitiva. 

É óbvio que aquilo foi uma jogada do juiz Moro ou do delegado da PF para que os meios de comunicação exibissem Vaccari entrando no carro da polícia; para o grande público tinha sido preso, já estava condenado e execrado como ladrão, corrupto.

A CONDUÇÃO COERCITIVA é prevista nos artigos 218, 260, 278 do Código de Processo Penal para o acusado, a testemunha ou perito que não comparecerem em juízo ou perante autoridade policial quando intimados.

Vacarari nunca se negou a comparecer na PF para esclarecer as doações recebidas pelo partido e o mais que lhe imputarem daí não se justificava a CONDUÇÃO COERCITIVA.

Desta maneira não tenho dúvidas: o objetivo das prisões que começaram no "mensalão", ação penal 470, é destruir o PT na opinião pública, intimidar seus dirigentes, filiados, simpatizantes e eleitores.

A classe dominante está agindo através de seu braço político enquistado no Estado - no Judiciário, no Ministério Público e na Polícia. Ela teima obstinadamente em manter o povo brasileiro em estado de semi-escravidão e não hesita na escolha dos meios, se fraudulentos, criminosos ou não, interessa os resultados, destruir o principal partido de esquerda e braço político dos trabalhadores.

O ex-presidente Lula não está preso, com a cara na grade e execrado como ladrão, porque o país entrará em convulsão caso venham a prendê-lo, sua liderança e popularidade tem sido o habeas corpus.

Veremos como esta perseguição irá acabar pois vão encarcerar mais gente e mais cedo ou mais tarde haverá um duelo entre perseguidos e perseguidores e o perdão está afastado desta contenda. 

Este negócio não vai acabar bem...

2 comentários:

  1. No futuro breve alguém será responsabilizado por essas barbaridades!

    ResponderExcluir
  2. Parabéns pela leitura sóbria dos fatos....o complô está montado.

    ResponderExcluir