segunda-feira, 2 de outubro de 2017

           O QUE ACONTECEU A ESTE HOMEM?



                            Resultado de imagem para palocci


O Ministério Público Federal valendo-se da Receita Federal, do Banco Central, da Polícia Federal e do COAF passou a vida de Antonio Palocci no pente-fino durante cinco anos, de 2011 a 2016 reviraram toda a sua vida pregressa.

As investigações não encontraram nenhum crime, portanto, nada que justificasse instaurar Inquérito Policial e posterior processo. Constatado isso o MPF requereu o arquivamento dos autos do Inquérito Civil [1] e apenas três contratos continuaram sob investigação sob a suspeita de ter ocorrido atos tipificados na lei que pune atos de improbidade administrativa mas sem considerar de antemão a ocorrência de crimes. 

Quatro dias depois do MPF requerer o arquivamento do procedimento investigatório Sérgio Moro decretou a prisão preventiva de Palocci sob a fundamentação de que "era preciso que ele estivesse preso para que provas fossem colhidas."

Muito esquisita esta prisão preventiva de Palocci pois arbitrária e destituída de fundamentos fáticos, a ocorrência de crimes e portanto dos requisitos para a decretação da prisão cautelar [2].

Intriga-me a situação em que se encontra Antonio Palocci: nem a polícia conseguiu implicá-lo em qualquer crime antes da prisão preventiva decretada por Sérgio Moro e agora ele busca se auto-incriminar.


Vejam só, assim sem mais, depois de quase um ano de cadeia Palocci aparece perante Sérgio Moro se acusando e tentando implicar o ex-Presidente Lula. O que fizeram a este homem?

Minha conclusão: se até agora nenhum crime cometido por Palocci foi encontrado a delação premiada que ele tanto busca talvez não obtenha pois terá dificuldade até para se auto-incriminar dado que as imputações que arrumou envolvendo o ex-Presidente Lula se mostraram mentirosas.

O que aconteceu a este homem para que mergulhasse em tamanha desonra? Será que foi a perspectiva de ficar sem patrimônio e ainda não saber se sairá vivo da cadeia? Isto não é pouca coisa, só quem não sabe o que é uma cadeia no Brasil acha que é um passeio a situação dele.

Palocci era um alvo cobiçado pelos beleguins de Curitiba. Ele sabia que mais cedo ou mais tarde cairia nas garras do inimigo. Seja lá o que tenha acontecido a Palocci tenho como certo que ele tinha o dever de resistir e manter-se de pé, não ceder aos carrascos, em especial a Sérgio Moro, não negociar sua honra nem sua vida com os inimigos pois sempre sairia perdendo.

Nota

[1] MPF arquiva parte das investigações da evolução patrimonial de Palocci


Nenhum comentário:

Postar um comentário