domingo, 30 de novembro de 2014

                                         POR QUE TANTO ÓDIO?

Praça da Piedade, Salvador, BA

Até uns poucos anos muitas crianças "moravam" na Praça da Piedade e nas ruas da Pituba, ambas em Salvador, BA. Elas esmolavam, praticavam pequenos delitos, viviam expostas à violência e à exploração sexual.

Eram crianças apartadas de suas famílias pela miséria, chamavam-nas "meninos de rua". Pessoas ligadas à Igreja Católica procuravam oferecer alguma assistência a estas crianças, mas devido ao grande número e aos limitados recursos da própria assistência as crianças continuavam nas ruas.

Hoje não vejo mais crianças "morando" nos logradouros mencionados e isto se deve aos programas sociais do governo federal que buscou amparar as famílias e proteger os pequenos cidadãos das situações de risco a que estavam expostos quando na extrema miséria.

Estas crianças, adolescentes e jovens das famílias vitimadas pela semi-escravidão e concentração de renda em que vivemos estão nas escolas estudando, algumas foram recrutadas pela grana fácil do tráfico de drogas ilícitas, problema ainda não enfrentado como deve ser, esta é a verdade. 

Em face dos problemas gerados por séculos de super exploração muita coisa ainda precisa ser feita mas sinto uma grande satisfação em contemplar enfrentados com êxito problemas que muitos diziam ser de impossível equacionamento, a fome endêmica [1] e o desamparo em que viviam os nossos pequenos cidadãos.

Contudo, não esqueçamos que nos últimos 12 anos nenhum tributo novo foi criado, houve até desoneração tributária, todas as obras de infra-estrutura [2] e programas sociais foram realizados com as mesmas fontes de financiamento e a mesma grana que a cleptocracia tucana manejou.

Sinto-me recompensado por ter participado da fundação do PT e dado uma pequeníssima contribuição como militante. Tenho uma enorme satisfação em não mais ver crianças esmolando e delinquindo, em desamparo total, morando nas ruas. 

Em face dos êxitos dos governos dos últimos 12 anos tenho também a satisfação de constatar que não fui traído por aqueles em quem depositei minha confiança, o ex-presidente Lula, Zé Dirceu, Genoíno e Delúbio, os artífices mais visados de um governo exitoso, perseguidos pela classe dominante e encarcerados em uma trama terrível por terem imposto à classe dominante a primeira derrota em 500 anos.

Quem quiser odiar o PT está em seu direito mas seria muito bom que declinasse o porquê de tanto ódio.


Notas

Nenhum comentário:

Postar um comentário